O que é o amor

Amar é não comer o último pedaço do pudim e recusá-lo mil vezes depois de tanto te oferecerem um pedaço para que ele possa sentir quão doce a vida pode ser.

Hei de ver florescer em ti O caos daquelas horas inesperadas . Que dos estômagos fazem tempestades épicas e dos corações revoltosos raios de trincar a terra. Hei de ver florescer em ti o medo Que da boca faz uma … Continuar lendo

Medo

Imagem

A dúvida com um gole de certeza e pimenta abrasando o esôfago, percorrendo o estômago e estagnando ali. Exatamente ali onde os ácidos fazem rebelião. Desestabilizando, nauseando sua coragem, tremulando a crença.  O medo, do que só chega ao alheio, mas sempre te abençoa com a desconfiança de que pode estar embaixo da sua cama.  O medo do claro, pois o escuro te preenche aleivosamente. Ter medo não é duvidar do que possa existir, é a creditar que existe e pode estar ali. Exatamente ali, onde você se imagina abrindo um dos olhos para verificar, rezando para não ser o que a probabilidade te diz poder existir.

Berimbau

PORTAL CAMUGERÊ

Primeira edição, Novembro 2012:

Picolé


“No início, a relação com você não foi fácil…

Me lembro da primeira vez que te vi,
Estava encostado na parede da academia, armado..
Uma peça única: linear, fino, elegante… os traços de uma forma insólita..
Não entendia o que era, nem qual era a tua arte…
Te estudei durante um tempo… te observei… me transmitia curiosidade..
Depois o mestre pegou em você, leve, te trouxe para perto do peito, e tocou….
Com a mesma facilidade com que se escreve, ou se usam os talheres..
Ele te tocou, simplesmente… depois juntou a sua voz e tudo se uniu à beleza do momento..
Naquela noite, te encontrei pela primeira vez, e fiquei desconcertada..
Na mesma em que me apaixonei pela capoeira.. e ainda não o sabia..
Na mesma noite onde me explicaram um pouco sobre ti..
Me disseram que o seu nome é berimbau, que vem…

Ver o post original 1.560 mais palavras